Éramos Um: Um ovo, uma abobrinha e uma saidinha para a feira.

compartilhe =)

Esta semana me comprometi novamente com o bem estar. depois de um mês numa correria mais que danada, meu corpo deu um breakdown geral. Olheiras, sonolência, mau humor. E  a primeira coisa a entrar de novo na linha foi a comida. É preciso ter força de vontade para trocar o churrasco com queijo e vinagrete do meu boteco preferido por uma hora cheia cozinhando no fogão. Veja bem, quem hoje em dia tem tempo de preparar um monte de comidinhas bem na hora do almoço que é, também, hora de trabalho? E não é só porque a gente cozinha que a gente morre com a cara na frigideira. Não, não, não. `As vezes, nem o churrasco me salva e acabo mesmo devorando muitos amendoins salgadinhos que tenho de quilo aqui em casa.

Mas, como ia dizendo, é hora de mudar um pouco os hábitos o que significa que podemos encontrar formas rápidas,  práticas e nutritivas de nos alimentar ( ai meu deus, que papo Boa Forma!).

E lá estava eu na feira quando vi uma bela rúcula a me olhar ( semana da salada etc e tal), levei. Ovo bonito? Põe na cesta também e outros guéri guéris. Chegando em casa, ah… a boa e velha abobrinha, solitária e super deprimida dentro de um potinho com cara de juízo final.

A dupla Ovo & Pão são os melhores amigos de um solteiro, explico. A versatilidade dos dois é infinita.

Ovo Frito no Pão e para amarrar essa orgia toda da solidão, antes de mais nada fatiei a abobrinha em rodelas bem finas e fritei no óleo de gergelim com um tanto de alho picado até que ela ficasse com as bordas queimadinhas e o alho crocante. Reservei. Fatie o tomate suculento e deixe ele quietinho de lado também.

Na mesma frigideira da abobrinha e sem mais nenhuma gota de óleo frite seu ovo. Como? Deixe ela beeem quente e quando não poder mais estale o seu ovo nela e tampe. A chapa quente vai fazer com que a clara fique resistente e durinha e o calor da panela tampada cozinha a gema, eu prefiro mole, há quem prefira dura.

Hmn… Pegue uma bela fatia de pão, corte grossa, afinal é almoço. Forno para torrar levemente. Na saída, passe uma gorda colherada de mostarda Dijon e coroe a torrada com as fatias de tomate. O ovo, vai por cima.

A Abobrinha já vai estar mais fria, tipo antipasto. Ajeite ela do ladinho, junto com a rúcula e a torrada maravilha.

Quer saber o que bebi para acompanhar? Suco de uva Maguary com Sprite. Oiés.

compartilhe =)

Related Posts

Tapioca recheada com purê de abóbora paulista com casca e carne seca.

Tapioca recheada com purê de abóbora paulista com casca e carne seca.

Essa combinação de abóbora e carne seca serve pra tudo, desde torradinhas numa festa a recheios de tapioca e de ravioles. A carne seca exige um pré preparo básico para dessalgar a carne. Se ela não for muito salgada, pode colocar na panela de pressão […]

Wrap de Barriga de Porco

Wrap de Barriga de Porco

Wrap de Barriga de Porco ao estilo vietnamita é uma dessas receitas que faço sempre que tenho saudades de Los Angeles Antes da barriga de porco ser rebaixada dando espaço para a minha nova obsessão culinária, a língua de boi, ela teve um grande espaço […]



3 thoughts on “Éramos Um: Um ovo, uma abobrinha e uma saidinha para a feira.”

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *