Farinha de Cítricos

Farinha de Cítricos
compartilhe =)

A farinha de citricos é muito versátil e pode ser usada como tempero básico em pratos salgados e doces para acrescentar aquele toque diferente

A casca dos cítricos é um subproduto já muito conhecido e utilizado em diversas receitas na cozinha: doce de cascas cristalizadas, zest nos drinques, ralada em cima de bolos e doces e também na clássica limonada suíça, variações não faltam então vamos aprender mais uma receita para aumentar este nosso repertório maravilhoso de Zero Desperdício.

A farinha de citricos é muito versátil e pode ser usada como tempero básico em pratos salgados e doces para acrescentar aquele toque diferente. Se misturada ao sal e a pimenta você terá aquele temperinho chamado Lemon Pepper para temperar peixes, aves e saladas. Você pode usar para decorar o copo de drinks molhando a borda do copo em água e passando na farinha, pode fazer um brigadeiro citrico ou até mesmo jogando por cima de um risoto de mascarpone. Que tal?

Para fazer a farinha o ideal é ter uma quantidade razoável de cascas, caso você faça suco todos os dias, guarde na geladeira por até 3 dias as cascas, ou então faça como eu e deixe um saco plástico dentro do freezer, todas vez que tiver cascas sobrando, guarde congeladas até o dia que for utilizar. Para a nossa receita você vai precisar de aproximadamente:

500 gramas de casca de  cítricos variados: laranja, limão, lima da pérsia, limão siciliano
Retire qualquer excesso de polpa das cascas, seque bem e coloque em uma assadeira larga ou se tiver uma grade de resfriamento, coloque por cima da grade.

 

Pré aqueça o seu forno convencional na temperatura mínina, entre 50 e 70 graus
Coloque suas cascas  no forno e desidrate por 4 horas ou até que estejam bem sequinhas e duras, para circular melhor o ar e deixar a temperatura do forno ideal, use a tampa de uma garrafinha pet para manter a porta entreaberta. Caso tenha uma desidratadora, use ela.

OBS: você pode secar ao sol caso você tenha um espaço adequado para isso, sem bichos e sem sujeira.

Depois de seca, bata numa processadora de alimentos as cascas e coe em uma peneira, assim, só cairá a farinha em si, sobrando os pedaços maiores que você irá processar novamente. Repita a operação até possuir quantidade desejada de farinha.

Guarde em potes herméticos e utilize sempre que sentir inspirado.

compartilhe =)

Related Posts

Chutney de Polpa de Tomate

Chutney de Polpa de Tomate

Tem quem gosta da polpa do tomate, tem quem não gosta. Já vi muita gente descartar estas polpinha no lixo, junto com a parte branca, durante o preparo de algumas receitas que pedem o tomate picado, em rodelas ou em gomos na salada, ficando somente […]

Tapioca recheada com purê de abóbora paulista com casca e carne seca.

Tapioca recheada com purê de abóbora paulista com casca e carne seca.

Essa combinação de abóbora e carne seca serve pra tudo, desde torradinhas numa festa a recheios de tapioca e de ravioles. A carne seca exige um pré preparo básico para dessalgar a carne. Se ela não for muito salgada, pode colocar na panela de pressão […]



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *