Steak, Pasta & Pesto

Steak, Pasta & Pesto
compartilhe =)

É inverno, é sexta, é dia de comer gordelicismos! E para nós, carnívoros de plantão neste meu Brasil, nada mais suculento que um belo  bife. Esta peça maravilhosa, descolei no supermercado Zaffari, um templo de gastação de dinheiro no shopping Bourbon. Na seção de carnes eles possuem uma miríade de cortes especiais,  mostrando idade do bichinho, tempo de maturação da carne e origem. O formigão logo colocou na nossa cesta dois belos T-bones, maturados, de novilho. nhomnhomnhom.

Chegando em casa, bastou tirar as peças da embalagem, lavar um pouquinho ( sempre necessário, né?), secar com papel toalha. Sal e pimenta do reino.

Pegue aquela chapa de ferro maneira e coloque em fogo médio até ela ficar beeeem quente!

Coloque as peças de carne lá. A nossa, que tinha bem uns 2 dedos espessura, foi 8 minutos de cada lado. Para saber melhor? Quando a carne começar a soltar do nosso, tá na hora de verificar se tá no seu ponto. Ta com uma cara suculenta? Pode comer!

steak_2

E para acompanhar essa maravilha, uma pasta com um pesto de pobre a la 3 ervar ( Ryca!). Este pesto é assim:

Manjericão, hortelã, orégano fresco e  um belo dente de alho. Não tem horta? Compra um maço. Coloque tudo no processador de alimentos, com bastante azeite e um toque de sal. Bata o pesto e pá! Misture `a pasta.

pesto

pasta_1

Vinho tinto, porto, cerveja IPA.

É muito amor e muito sabor!

 

compartilhe =)

Related Posts

Arroz com linguiça

Arroz com linguiça

Hoje de manhã me bateu a Madalena e logo comecei a fazer uma mega faxina, daquelas que enquanto um bebe não puder rolar pelado no chão da cozinha não tá bom. A hora foi passando e quando vi, já tinha mais que pulado o almoço. […]

Costela Assada Pós Férias

Costela Assada Pós Férias

As férias acabaram e voltamos a casa como soldados do paraíso. Bronzeados, as vezes magros, mas principalmente voltamos derrotados pela preguiça inerente que se sente no momento que se joga as malas no chão e nos deparamos com uma nova versão do campo de batalha […]



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *