Molho salgado de melancia vegano

Molho salgado de melancia vegano
compartilhe =)

Aprenda a fazer um molho salgado de melancia e use como substituto do tomate em suas receitas!

O molho de melancia pode substituir o molho de tomate para quem tem estômago sensível ou busca uma alternativa de alimento menos exposto a agrotóxicos, além de ser uma versão super vegana , vegetariana e ecogastronômica!

Além do mais, a melancia é uma fruta #zerodesperdício. Das sementes ainda faço um snack maravilhoso assando elas com pouco sal no forno e da entrecasca, outras viagens mais.   Não se avexe e vem comigo nesta receita para lá de inusitada. Bem, inusitada para nós, reles mortais pois na cultura macrobiótica come-se ele há muito tempo.  

Solte a sua criatividade e adicione os tempero que achar mais gostosos a única regram é reduzir o molho como um sugo de tomate, até que fique grosso e com uma consistência legal. Bom para quem não pode comer tomates, bom para quem não quer tomates com agrotóxicos e melhor ainda se colocar uma pimenta calabresa ou comer por cima do peixe assado ou do arroz integral.  

molho demelancia sob nhoque de milho verde vegano
os pedaços da melancia ficam suculentos se cozidos em fogo lento



molho salgado de melancia sobre nhoque caseiro
molho salgado de melancia, opção saudável e divertida

compartilhe =)

Related Posts

Chutney de Polpa de Tomate

Chutney de Polpa de Tomate

Para quem gosta do sabor agridoce, o chutney de polpa de tomate é uma saída ecológica para não desperdiçar nada. Tem quem gosta da polpa do tomate, tem quem não gosta. Já vi muita gente descartar o miolo dessa fruta durante o preparo de algumas […]

Tapioca recheada com purê de abóbora paulista com casca e carne seca.

Tapioca recheada com purê de abóbora paulista com casca e carne seca.

Essa combinação de abóbora e carne seca serve pra tudo, desde torradinhas numa festa a recheios de tapioca e de ravioles. A carne seca exige um pré preparo básico para dessalgar a carne. Se ela não for muito salgada, pode colocar na panela de pressão […]



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *