Bibimbap, o famoso mexido coreano

Bibimbap, o famoso mexido coreano
compartilhe =)

Ontem foi dia de Oscar e o filme coreano Parasita levou algumas estatuetas para casa. Hoje, segunda feira, com chuva e sem carne, me bateu aquela vontade de comer um arroz bibimbap, o prato perfeito para este dia nublado.

 Mas o que é o bibimbap ? Uma forma fácil de explicar seria dizer simplesmente dizer que é um mexido de arroz com legumes ( e carne, se preferir) ovo e uma pasta de missô com pimenta, chamada Gochujang. Mas bibimbap quer dizer muito mais do que isso, e nesse momento que escrevo, paro algumas vezes para contemplar a chuva e dar uma colherada no meu enquanto tento resumir para vocês o que significa esta delicia.

bibimbap prato coreano versao vegetariana
arroz glutinoso com legumes e misso vermelho apimentado

Bibimbap é uma mistura onde o arroz que vai primeiro na panela de pedra já quente – ou barro como aqui em casa, é pressionado nas laterais da panela até que comece a queimar e ficar dourado. É uma seleção de legumes e vegetais, cada um feito a sua maneira, de modo que é possível captar todos os sabores, junto com o arroz queimadinho. É também a melhor mistura de misô coreano da face da terra, vermelho e levemente picante. Fácil de encontrar nas lojas do bairro da Liberdade ou no Bom Retiro.

É comida afetiva,

das memórias mais antigas do povo coreano, é aquela comidinha de mãe e de avó, difícil de fazer igual. Portanto, não se intimide se na sua casa não tiver todos os ingredientes para fazer a sua receita de arroz bibimbap ou melhor, brinque com as substituições, dê uma chance ao que você já tem na sua geladeira, esse é verdadeiro espirito do bibimbap.

Apesar da substituição de ingredientes ser livre, tente usar o arroz japonês motigome, também encontrado como arroz glutinoso quanto o arroz para fazer gohan, o uruchi; eles tem uma pequena diferença na proporção dos amidos sendo o  motigome mais glutinoso. O missô coreano também tem seu papel importante no sabor do bibimbap, é possível fazer sem? Claro! Existem inúmeras versões para os mexidos coreanos. Mas eu não seria nem louca de sugerir uma coisa dessas.

Na minha versão de bibimbap

eu utilizo o arroz motigome, parbolizado de um dia para o outro na água com uma pitada de sal e cozido no vapor. Como? Basta colocar o arroz em um pano de prato dentro de uma cesta de vapor e cozinhar por 15 minutos. Mas este tempo só vale se o arroz já estiver de molho por algumas horas.

Não uso alho em todos os refogados. A tentação é imensa, mas pode acabar ficando tudo com o mesmo sabor. Confie na vibe natural dos seus produtos,  o refogado é somente um susto na frigideira quente.

E por fim e não menos importante: na receita original ( ou originais) o ovo é colocado ainda cru na montagem quente do prato e só depois que se mexe tudo com uma colher. Tem quem frite ele antes mas eu não aconselho.

Para acompanhar eu gosto mesmo é de um bom chá gelado com um pouco de mel para aplacar o calor da mistura.

 É um prato trivial e cada família ou cozinheira cria a sua mistura de legumes  e carnes, portanto, a variação é muito grande da receita.

Print
bibimbap prato coreano versao vegetariana

Bibimbap

O tradicional mexido de arroz coreano, com legumes e missô

Course principal
Cuisine coreana, korean
Keyword bibimbap, bibimbap vegetariano, comida coreana,
Prep Time 20 minutes
Cook Time 30 minutes
Servings 2
Author paloma zaragoza

Ingredients

  • 1 copo de arroz motigome
  • 1/2 cenoura ralada
  • 1/2 pepino cortado em rodelas
  • 1/2 abobrinha cortada em rodelas
  • 2 dentes de alho picados
  • 1 copo de broto de feijão
  • 1 copo de cogumelos shimeji
  • 1 colher de sopa de manteiga
  • 1 colher de sopa de misso coreano apimentado
  • óleo de gergelim
  • molho de soja
  • 1 gema de ovo caipira

Instructions

  1. No dia anterior coloque o arroz de molho em água fria com uma colher de café de sal

  2. No dia seguinte escorra o arroz da água. Cubra a cesta de vapor com um pano de prato limpo, coloque o arroz sem a água nela e coloque para cozinhar no vapor. O arroz deve ficar pronto em 15 minutos aproximadamente. Desligue o fogo e deixe tampado.

  3. Corte o pepino em fatias não muito finas. Coloque em um pote e adicione sal a gosto. Com as pontas dos dedos mexa o pepino, machucando de leve a sua carne. Deixe marinando até a hora de montar o bibimbap.

  4. Escalde o broto de feijão em água quente por 30 seguntos. Escorra da água e adicione um fio de óleo de gergelim. Reserve.

  5. Rale a cenoura e reserve

  6. Misture o alho picadinho com 4 colheres de sopa de óleo de gergelim e uma colher de sopa de shoyu, misture na abobrinha e deixe marinando por 10 minutos. Esquente uma frigideira e refogue as abobrinhas sem o molho até que fiquem douradas. Adicione o molho e cozinhe mais um pouco até que o excesso evapore. Reserve.

  7. Em outra figideira, aqueça uma colher de sopa de manteiga, adicione os shimejis e tampe a panela por 5 minutos ou até que os cogumelos murchem, abra a panela e adicione uma colher de sobremesa de shoyu, feche novamente e cozinhe por mais 3 minutos. Reserve.

  8. Aqueça uma panela pequena de pedra ou de barro ou uma que comporte o seu arroz sem transbordar e aqueça ela sobre o fogão. Quando estiver bem quente, adicione o arroz já pronto. Cubra o arroz com os acompanhamentos, cada um em um local como na foto acima. Não esqueça de colocar a colherada de missô também.

  9. Coloque a gema crua de ovo no meio do arranjo.

  10. Com uma colher grande, mexa vigorosamente mas com cuidado todo o arroz com os acompanhamento, o ovo e o missô até que todos os ingredientes estejam bem misturados. Com a mesma colher, pressione o arroz para o fundo e para as laterais da panela de modo que ele possa "queimar" no calor da mesma, criando uma crosta

  11. sirva a panela ainda quente à mesa.

compartilhe =)


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.